14 de mai de 2012

Quando a criança precisa de Psicoterapia?


    Assim como o adulto, crianças são seres complexos que sentem, sofrem, agem, reagem, e ao mesmo tempo possui suas particularidades, pois está em um mundo cheio de estímulos e se encontra em pleno desenvolvimento biopsicossocial. A criança esta em meio a uma rede de relações que desempenham importante papel na construção de sua personalidade e do seu crescimento como pessoa. 

    Pensando no mundo contemporâneo, repleto de informações que se inovam a cada momento, as pessoas precisam se adaptar as novas demandas. Exigências como: notas altas na escola, atividades extraescolares, línguas, esportes, informática, um “bom comportamento” e obediência são cobrados das crianças e sobra pouco tempo para uma atividade livre espontânea como o brincar, chorar e etc, ou seja, ser criança. Nem sempre elas conseguem se adaptar as exigências externas e internas, elas tendem a se sobrecarregar para conseguir a aceitação do adulto. Então o pequenino utiliza-se de alguns comportamentos tais como: agressividade, hiperatividade, medos, enurese noturna (xixi na cama), ser bonzinho em demasia, ser apegada a adultos, reter fezes, desenvolver tiques, dificuldades escolares e de relacionamentos com os colegas e pais, falta de limite, síndromes de pânico, depressão infantil e dificuldades no desenvolvimento para manifestar seus sentimentos quando  se percebe em meio a conflitos. Elas adoecem na tentativa de comunicar aos pais/cuidadores que algo não vai muito bem. 

     Geralmente os primeiros a identificar que algo não vai muito bem, é a escola, local em que a criança passa maior parte do seu tempo, pois assim como as crianças, os pais estão cumprindo as exigências do mundo contemporâneo, por isso é importante comunicação pais e educadores; pediatras também podem encaminhar as crianças para psicoterapia quando percebem que há algo além do corpo para se cuidar, além desses, é importante que os pais tenham o olhar atento aos filhos para identificar alterações de comportamentos.

      Procurar ajuda de um facilitador não é sinal de fracasso na educação dos filhos, é um cuidado com a saúde do pequeno que pede ajuda de forma não falada. A psicoterapia infantil visa auxiliar a criança e os pais e/ou cuidadores, quando algo não está bem no desenvolvimento emocional ou social da criança, pois a psicoterapia, além de ser recomendada para o tratamento de problemas específicos (hiperatividade, depressão, mania, etc),  ela fornece respaldo para que a criança escolha seu próprio caminho independentemente do "diagnóstico" que carrega. Dessa forma, a criança pode se redescobrir, sendo mais feliz no presente e sofrendo menos na fase adulta.

Psicoterapeuta - CRP 04/32033
Clínica Acolher: 3083-6720

Um comentário:

Io disse...

Muito bom o artigo, ainda mais sobre um tema importante quanto esse. Ta de parabéns.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...