23 de out de 2012

A Psicoterapia Sexual e seus benefícios



Não há como negar que, na nossa sociedade, seja entre homens ou mulheres, o assunto “sexo” é constantemente motivo de interesse, risada ou de até mesmo embaraço e constrangimento para alguns. 

No entanto, o termo sexo implica em muito mais do que aspectos orgânicos/fisiológicos. A relação sexual está intimamente ligada a questões psicossociais, cognitivas, comportamentais, relacionais e culturais. 

Os problemas sexuais podem ocorrer durante a vida de homens, mulheres e casais e podem ser relativos ao desejo sexual, à excitação, ao orgasmo. Mesmo que essas questões possuam possíveis causas orgânicas, a maior parte das queixas se origina da ordem psicológica, ou seja, das emoções, pensamentos e comportamentos que trazem sofrimento à pessoa, na medida em que ela distorce e mistifica sua sexualidade no decorrer de seu desenvolvimento.

É, portanto, muito comum que homens e mulheres desconheçam sobre o funcionamento de seus próprios corpos, tenham dificuldade de se entregar para o prazer durante o ato sexual, sintam-se responsáveis plenos pelo prazer do parceiro (a), não se sintam sintonizados eroticamente, desconheçam as futuras mudanças fisiológicas do envelhecimento, não se sintam atraentes ou capazes, dentre outros. Esses fatores revelam a importância de se resignificar e reestruturar tais crenças e evitar que as pessoas se sintam insatisfeitos com sua sexualidade.

As questões que podem ser tratadas através da psicoterapia sexual são:


  • Problemas de desejo sexual: a falta de desejo para fazer sexo, o excesso ou o desequilíbrio deles entre o casal.
  • Problemas de excitação sexual: dificuldade de manter ou obter ereções penianas satisfatórias para o desejo sexual nos homens e  problemas com a lubrificação vaginal nas mulheres.
  • Dores nas relações sexuais: dores durante a relação sexual e vaginismo.
  • Problemas com a ejaculação: incapacidade do homem controlar de forma voluntária a ejaculação, fazendo que a relação sexual seja prazerosa para o casal; dificuldade em ejacular.
  • Orgasmo feminino: dificuldade da mulher em obter o prazer na relação sexual, através do orgasmo.

A psicoterapia sexual é conduzida da mesma forma que as demais. O psicólogo busca na história de vida da pessoa quais as situações que conduziram ao problema, como se sentiu, o que pensou sobre os fatos e o que fez para se aproximar ou se afastar de uma possível solução. Assim, o psicólogo, através de técnicas e conversa diferenciada, orienta e conduz o paciente à compreensão dos problemas e ao desenvolvimento de novos comportamentos sexuais que produzam a superação da queixa incial.

Se o seu desempenho sexual e sua relação afetiva com seu parceiro (a) são constantemente prejudicados por pensamentos do tipo “eu não me sinto atraente”, “jamais conseguirei satisfazer meu parceiro (a)”, “não conseguirei ter prazer no sexo”, “vou me sentir pressionado e não conseguirei ter ereção”, “basta eu satisfazer o outro”, dentre vários outros, você poderá se beneficiar da psicoterapia sexual. Infelizmente, esses pensamentos ocorrem em inúmeras pessoas, mas, felizmente, são superados com sucesso através da psicoterapia sexual que, por sua vez, conduzem à melhora da autoestima, da autoconfiança, do desejo, do prazer e do relacionamento conjugal. 



Psicoterapeuta Cognitivo-Comportamental
Coach Profissional certificada pela BCI
CRP 04/3434-6 
Tel.: (34) 3083-6720


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...