4 de jul de 2013

Medo - Cinzel da Vida

Medo é a sensação de ver-se ameaçado, ter receio do que está por vir. Medo de cair, medo de subir, medo de ficar no mesmo lugar.

Medo de arriscar, medo do que está por vir, ou daquilo que está a nos alcançar.


É um sentimento que geralmente é associado  com o não agir, com o não mudar, com o não fazer. Muitas vezes, o medo é a grande razão pela qual nos mantemos dentro da chamada “zona de conforto”, onde nada existe a nos ameaçar, mas também onde nada nos ajuda a seguir em frente rumo a nossos sonhos.


Por isso muitos admiram aqueles que não temem, que são chamados de corajosos, impetuosos e valentes porque não tem medo da vida e se arriscam por aquilo que querem.


Mas, será que os valentes, os corajosos, realmente não tiveram, ou ainda têm, medo?


Afinal, o medo é aquilo que proporciona à pessoa um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, um sentimento que mostra todos os perigos e resultados trágicos possíveis antes mesmo de se tentar.


E não é isso fenomenal? O medo nos ensina e, se pudermos usá-lo como sabedoria, como uma ferramenta, podemos nos antecipar àquilo que pode dar errado, planejando nossos passos mas sempre nos movendo à frente.


Coragem é agir com o medo a tiracolo. É ver tudo aquilo que pode ser ruim e acreditar, se preparar e se capacitar para superar esses obstáculos.


Vejo o medo como um cinzel, aquela ferramenta que possui numa extremidade uma lâmina de metal, e que é usada, dentre outras coisas, para cortar e moldar pedras, madeira, ferro, até hoje utilizada pelos escultores e artesãos para construir suas obras primas.


Mas o cinzel não é uma ferramenta que traz resultados satisfatórios quando utilizada sozinha. É necessário uma força aplicada sobre si, um golpe de martelo capaz de transformar matéria em arte, em beleza, em riqueza.


E esse golpe de martelo é um golpe de coragem. Juntos, medo e coragem, criam a fascinante história do sucesso, a grande aventura da vida. Aqueles que conseguem usar essa ferramenta são os verdadeiros valentes deste mundo. Não são simples inconsequentes que não temem a nada e caem em armadilhas que não esperavam e para as quais não se prepararam, mas bravos heróis que caminham em frente mesmo com seus medos a lhe mostrar o lado ruim do caminho, e usando disto para se guiar com firmeza e planejamento, rumo ao destino final, esculpindo seu destino como uma pedra preciosa, ou uma majestosa obra de arte.


Por isso, seja também um artesão de sua vida, de seus objetivos. Não rejeite seu medo. Aprenda com ele, escute o que ele lhe diz e, então, confiante e preparado para superar todas as barreiras que previra com ele, dê seu passo à frente, seu salto de fé. Crie sua lenda.




Colaborou:
Bruner de Morais Miranda
Advogado e Administrador de Empresas
Coach Profissional 

Bruner também está no blog www.risconu.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...