24 de set de 2016

Psicólogo: quando procurá-lo?


Resultado de imagem para encaixe quebra cabeça
Este profissional tem a capacidade de acolher e ajudar o indivíduo a olhar amplamente o que esta acontecendo ao seu redor, ou seja, refletir, avaliar seu estado mental, afetivo e comportamental.         
 Socialmente lidamos com um tabu de que “Psicólogo é coisa de doido”, mas podemos ver que de “louco” todos temos um pouco, pois nem todas as pessoas seguem os padrões “normativos”. Também devemos avaliar e contextualizar o momento de vida que a pessoa se encontra, uma vez que isso influencia diretamente em seu estado emocional.
            Muitas vezes, o psicólogo é procurando quando ocorrem situações críticas, atuando como “bombeiros”, intevindo em casos de surtos psicóticos, tentativas de suicídio, na esperança de “apagarmo o incêndio.”
            Mas será que devemos esperar o “incêndio” para recorrermos ao profissional psicólogo, ou poderíamos buscar ajuda afim de evitar que o “incêndio” aconteça? Pois como dizem por aí, quando não conseguimos controlar a explosão, aí nos perguntamos para que servem as pernas: “Prá dá no pé”...
Mas ampliando as possibilidades, podemos olhar o psicólogo com um auxiliador que ampara questões conflitantes, momentos de adversidades da vida e transições no ciclo vital que sempre são fáceis de lidar. Este profissional está preparando para apontar coisas que muitas vezes não conseguimos perceber ou enxergar de uma outra perspectiva. Além disso, colabora com o cliente na construção de escolhas e caminhos mais saudáveis para sua vida.
Estes profissionais não somente apoiam os fracos, sensíveis e mulheres como pensam muitos de maneira equivocada. O psicólogo atua em diferentes contextos: clínico, escolar, saúde, organizações públicas e privadas, com avaliações psicólogicas, em situações de desastres naturais dentre outros, sembre colaborando com bem estar individual e social.  
Resultado de imagem para alma leve tumblr
Uma vez esclarecidas as possibilidades de atuação do psicólogo, caso exista necessidade, procure ajuda. Não espere o “incêndio” acontecer, pois a “alma” se constitui em estruturas onde a consciência humana se sistematiza, organiza e age, onde algumas vezes se enroscam e as soluções podem estar ao lado ou na frente, só basta olharmos, por isso existimos para acolher.






Marília Moraes Rezende
Psicóloga Clínica 
Psicopedagoga /Neuropedagoga
34- 3083-6720

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...