6 de set de 2016

Setembro amarelo: precisamos falar sobre suicídio

     
Resultado de imagem para setembro amareloFalar sobre suicídio ainda nos dias atuais não configura uma tarefa fácil. O tema carrega tabus e construções sociais no imaginário coletivo. Alguns dizem que "quem quer realmente se matar, não avisa", porém essa crença é um equívoco. A subjetividade humana é complexa e inúmeros fatores podem levar alguém a pensar em colocar um ponto final à própria existência. Assim, um comportamento de julgar aquele que sofre, em nada colabora, e em algumas circunstâncias pode até potencializar a ideação suicida.  
    Muitos são aqueles que não tem a oportunidade ou não sabem como dividir suas angustias, dores e desespero. Dessa forma, precisamos cada vez mais nos abrirmos para dar acesso e espaço para que as pessoas possam compartilhar seus problemas e conflitos afim de prevenir o suicídio. 
      Pensando nisso, setembro foi eleito como o mês da campanha de prevenção ao suicídio. O setembro Amarelo. Na página da campanha (http://www.setembroamarelo.org.br/#sec-home) existem informações completas sobre este tema, bem como recursos que qualquer pessoa em sofrimento ou que conheça alguém que esteja pode buscar ajuda. 
       O Conselho Federal de Psicologia também lançou um livro sobre o tema (http://site.cfp.org.br/wp-content/uploads/2013/12/Suicidio-FINAL-revisao61.pdf) por se configurar um desafio para profissionais da área da saúde mental.
         Temos tanto no atendimento público, através das Unidades de Saúde da família, Unidades Básicas de Saúde, Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), quanto no atendimento privado - clínicas e consultórios de psicologia e psiquiatria profissionais que podem dar suporte e orientação para pessoas em sofrimento psíquico que podem vir a ter ou já tem ideação suicida. Procure ajuda! 

Teresa Cristina Martins Silva
Psicóloga 
3083-6720

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...